Como estimular o raciocínio lógico na escola?

O desenvolvimento do raciocínio lógico das crianças e adolescentes é fundamental para que eles aprendam a resolver problemas e a encontrar soluções para as questões do dia a dia, não apenas na infância, mas também na vida adulta.

Por isso, o papel dos pais e da escola nesse desenvolvimento é de grande importância. Neste artigo, falaremos mais sobre como estimular o raciocínio lógico nas escolas. Acompanhe.

O que é raciocínio lógico?

Embora tenha muito a ver com matemática, o raciocínio lógico vai além de apenas realizar cálculos. É, na verdade, a habilidade de organizar as informações, ideias e pensamentos para encontrar a solução de um problema. É a capacidade de analisar uma situação por diferentes ângulos para, então, ter uma resposta ou um argumento.

Essa habilidade é utilizada diariamente, e, na maioria das vezes, nós nem percebemos. Quando você escolhe o caminho no qual evitará o trânsito, por exemplo, está considerando as informações que tem em mãos, como notícias que viu no jornal ou sua experiência, e usando o raciocínio lógico para tomar uma decisão.

Desenvolver o raciocínio lógico ainda na infância e na adolescência é muito benéfico. Primeiro porque, assim, as crianças e jovens tendem a se sair melhor nas disciplinas escolares. E não apenas naquelas que envolvem números e cálculos: um bom raciocínio lógico ajuda inclusive a escrever bons textos e argumentações.

Outro grande benefício é no desenvolvimento cognitivo e na resolução de problemas. Crianças com raciocínio lógico desenvolvido tendem a ser mais confiantes e independentes. E todas essas características serão valorizadas quando, no futuro, ela ingressar no mercado de trabalho.

E como estimular o raciocínio lógico na escola?

Algumas atividades escolares podem ser ótimas para estimular o desenvolvimento do raciocínio lógico. Vejamos algumas opções.

  • Jogos: xadrez, damas e quebra cabeças são excelentes opções para o desenvolvimento do raciocínio lógico. O jogador precisa analisar o tabuleiro e as peças para encontrar o melhor movimento ou, no caso do quebra cabeças, precisa analisar as peças, suas cores e formatos para definir os encaixes corretos.
  • Brincadeiras: mímica, adivinhação, jogos de detetive e até o cubo mágico são atividades lúdicas e que desenvolvem a capacidade de raciocinar e descobrir respostas. Vale a pena investir em brincadeiras simples e eficiente.
  • Literatura: sim, até mesmo os livros podem desenvolver o raciocínio lógico. Que tal uma sessão de leitura de clássicos do suspense, nos quais as pequenas pistas apresentadas levam à resolução de um crime?
  • Aplicativos e games educativos: a tecnologia nos trouxe uma séries de aplicativos e games educativos. Jovens e crianças se divertem enquanto aprendem noções de várias disciplinas e também desenvolvem o raciocínio lógico.
  • Robótica e programação: a programação desenvolve muito o raciocínio, já que é necessário organizar de forma lógica as linhas de códigos para que o software funcione. A mesma coisa acontece com a robótica: os comandos devem ser passados de forma ordenada para que o robô.