Como trabalhar a paciência com seu filho

A impaciência é um fator que nos acompanha – e não só as crianças, mas também nós, adultos.

E a razão é compreensível.

Já que lidar com as necessidades e conflitos rotineiros definitivamente não é tarefa fácil.

No entanto, quanto antes ela for trabalhada com os pequenos, maiores as chances de que eles se tornem adultos compreensivos, calmos, pacientes e, principalmente, educados.

Pensando nisso, trouxemos na sequência algumas dicas para ajudar os pais a trabalharem a paciência com as crianças. Vamos conferir?

5 dicas para trabalhar a paciência nos pequenos

1. Evite anunciar datas especiais

Crianças ansiosas e/ou impacientes podem ficar descontroladas ao tentarem identificar quanto tempo falta para uma data especial – como seu aniversário ou o Natal, por exemplo. Sendo assim, o indicado é não fazer alerde com antecedência.

No caso das crianças maiores, usar o calendário pode ser indicado. Dessa forma, elas mesmo vão compreendendo como o tempo funciona.

2. Não permita interrupções

No livro “crianças francesas dia a dia”, publicado pela Editora Fontanar, a autora americana fala sobre não permitir interrupções partindo das crianças. Para a jornalista, é importante que a criança aprenda que no dia a dia tudo leva tempo, assim como andar de bicicleta ou aprender o alfabeto.

Se a criança interromper, ela recomenda responder: “já falo com você, estou em uma conversa/evento/fazendo algo”.

3. Evite as mentirinhas “do bem”

Sabe quando seu filho está impaciente para chegar em algum lugar e você vai “enrolando”, dizendo que já está chegando ou que falta pouco? Cuidado com essas mentirinhas. Isso porque a criança vai acreditar e ficará mais ansiosa ainda. Diferente disso, seja honesto e fale sobre quanto tempo ainda falta.

4. Dê o exemplo

Aí está um fator que pode ser complicado – mas definitivamente fará a diferença na hora de criar um adulto mais calmo.

Se você quer que a criança seja paciente, precisa ser também. Afinal, o que adianta cobrar dela se, quando é para você, você quer tudo na hora?

Avalie o seu próprio comportamento antes de cobrar que ele faça diferente.

E é claro que não estamos imunes aos erros. Quando eles acontecerem, peça desculpa à criança pelo comportamento descontrolado.

5. Não responda na hora

Mais um grande desafio da criação de um pequeno mais impaciente.

Se você está habituado a parar tudo o que está fazendo para atender ao seu filho quando ele chama… sentimos dizer, mas é hora de parar.

Conscientemente ou não, as crianças vão testando seus pais para conhecerem seus limites. E se você não impô-los, a criança vai entender que controla a situação. Inclusive, há crianças que fazem chantagem e birra nessas situações.

O ideal é conversar com a criança, de maneira gentil, mostrando a ela que o que você está fazendo no momento também é importante e não pode ser interrompido. Com o passar do tempo, pode ter certeza, ela vai passar a entender.