Qual a ligação do estudo teórico de música e matemática

Você sabia que existe uma ligação do estudo teórico de música e matemática? É algo que muitas pessoas não pensam ou não esperam, mas a conexão que estas duas disciplinas têm é mais próxima do que se imagina.

Ficou curioso? Então confira o post e entenda a ligação do estudo teórico de música e matemática.

As escalas musicais

As escalas musicais são sequências ordenadas de notas. O famoso “Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si”, é um exemplo de uma escala. Normalmente, elas são ordenadas das mais graves para as mais agudas e fazendo uma sequência de tom e semitom. Esta ordem é dividida de acordo com padrões de intervalos.

É um dos conceitos mais importantes da teoria musical que, como ficou claro, não é necessariamente simples. A teoria da música é qualquer sistema que ajuda a classificar como se comunicar através da música.

A ligação entre o estudo teórico de música e a matemática

Por exemplo, a razão áurea é usada na construção de certas escalas. Nela, é usado o número de ouro, que é o representante matemático da perfeição na natureza. Por isso, faz sentido que ele tenha sua influência na criação de uma escala musical.

Mas, o que isso tem a ver com a matemática? A resposta é simples: a criação das escalas tem a ver com a matemática. Diversas escalas foram criadas por todo o mundo e existem muitas divisões dentro da teoria musical. Mas, a matemática tem sua influência em praticamente todas elas.

Tudo volta para Pitágoras

Você certamente ouviu falar de Pitágoras, não é? Pois é, o matemático grego também tem um enorme peso nas descobertas musicais.

Ele descobriu, na Grécia Antiga, que se você dobrar uma frequência a nota se mantém. Por exemplo, o “Lá” corresponde a uma frequência de 440Hz. Mas, ao multiplicar por 2, a nota ainda é um “Lá”, apenas uma oitava acima, ou seja, é uma versão mais aguda da mesma. Este foi o primeiro padrão matemático aplicado na música.

Os efeitos da escala no nosso cérebro

O cérebro humano é uma máquina perfeita. Portanto, como tal, ele gosta de padrões de sons que seguem certa lógica, mesmo que nós não percebamos isso. É isso que são as escalas musicais, é a criação de sons que seguem uma lógica matemática bem clara.

As primeiras escalas musicais surgiram assim, de forma muito rudimentar. Foi pego um pedaço de corda, e tocado. Isso foi chamado de nota “Dó”. Então, a corda foi dividida em 3 partes, dando origem ao “Sol”. Este processo foi repetido outras vezes, até que as novas notas surgissem. E até que próxima nota não se encaixasse tão bem.

Diversas escalas musicais surgiram assim. O exemplo acima é o da escala chinesa, que termina com 5 notas. Outros modelos têm diferentes números de notas e as relações são aplicadas por lógicas distintas. Mas, praticamente todos têm a mesma origem. As escalas musicais seguem este padrão matemático, o que as tornam tão interessantes e agradáveis para nosso cérebro.

A ligação música e matemática é muito mais complexa do que isso, já que outros fatores musicais também envolvem matemática. Porém, estes envolvem conceitos um pouco mais complexos. Mas, pelo básico, já deu para perceber como estas disciplinas estão próximas.